segunda-feira, 12 de janeiro de 2009




Na lida insana da vida
Não me deixo vender,
Não me deixo sufocar
Pelo discurso verborrágico
Que habita nossas cabeças
Pelo coração mesquinho que se preocupa com a vida alheia
Com pessoas alteradas, alienadas que moram ao lado.
Só fico à margem gargalhando sobre esse saco de mau cheiro, sobre essa loucura,
desespero.
Michelle Matias

Nenhum comentário: