quinta-feira, 15 de janeiro de 2009



A partir de amanhã não bebo mais, assim não me permito pensar em você, não abro mais meus e-mails e não me importo com caixas-postais tudo que lembrar seu nome eu esqueço, não me remeto a tempos primordiais.
Suas fotos guardei no alto aonde há dificuldade em horas de desespero, em horas fatais
Músicas, já não as ouço, aqueles discos já não tenho mais
Nem me permito sonhar com seu rosto, amanhã já não durmo mais.
Se lhe vir na rua, dou um sorriso torto e verás
que não velo mais o seu corpo, sai do luto.
E tirei do peito as suas iniciais.


Michelle Matias

Um comentário:

marden disse...

ahhhh!!! tira não...

'M' combina tanto com você!!!

rs

(sem comentários!!!)