quarta-feira, 25 de março de 2009





Em meus atos há sempre o recato
E tudo que transparece disfarço
Tenho medo do conhecimento mútuo
E muitas vezes prefiro ficar mudo.

O brilho é maior quando não se dividi o mesmo prato
A falta de rotina deixa o céu mais estrelado
O mistério torna tudo mais belo.
Não me apego ao eterno.

Não me controle
Nem tampouco me sufoque
Não me ache em seu domínio


Não sou mulher de um só caminho
Gosto de me perder, para me encontrar.
E não há nada que me faça mudar.



Michelle Matias

Um comentário:

Daiane G. Araújo disse...

Este poema: sensacional!
Adorei!Eu sabia que tinha uma poetisa em você: You are more than meets the eye...

Seu blog já está na lista dos meus favoritos!

Te espero lá também:
http://www.dgaraujo.blogspot.com/