quarta-feira, 1 de abril de 2009






O clamor das coisas pulsava...
Dentro do peito.
Senti a vibração do meu próprio sentido.
Fui aos poucos tomando consciência...
De tudo, de mim.
Batia na alma o sangue que corria em minhas veias.
E onde só havia pedras, fez-se flor.
Michelle Matias

Um comentário:

marden disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.