sexta-feira, 3 de abril de 2009




Eu não sei porque estou...
A decifrar em meus sentidos
O sentido de existir
Talvez apenas não sei aonde ir
Apenas vou pelo mundo, sentindo
Que por algum motivo estou...
Decifrando o que me faz viver
Na leveza e na atroz delicia de ser.
Sem saber pra onde vou ...
Querendo ver o sol.
Querendo ver por cima do muro.
Através do horizonte.








Michelle Matias

2 comentários:

ACASO disse...

Decifrar sentidos não é tarefa possível, pois a razão não alcança a natureza deles. Nietzsche: "O sentido é não haver sentido. Eu vou dar esse sentido"; Não saber aonde ir é a condição humana por excelência, a origem do mistério; ser guiado pelos sentidos pode levar ao abismo ou às portas do paraíso; ver por cima do muro talvez não seja tão agradável quanto atravessar o horizonte. Ver o que o muro oculta singnifica esquecer as razões pelas quais ele oculta. Toda descoberta traz em si mesma seu risco e seu prazer.

Michelle disse...

"Decifrar é inútil,impossível...
Mas sempre diverte um pouco... "
"Coisa assim como um louco que tivesse consciência de que é louco."