sábado, 4 de outubro de 2014




Nietzsche, Assim Falou Zaratustra.

"Queres buscar o caminho para ti mesmo? Detém-te um pouco mais e me escuta”
As pessoas estão ausentes de si mesmas, porque nunca se procuraram. Não admira, tudo lhes foi dado, e hoje acreditam na ficção do que são. Quantos presentes não nos ofereceram e que nos escravizaram? Quantas preces não repetimos, e que não são nossas? Vivemos no tempo em que lobos são capturados por ovelhas, pois as águas do ressentimento perfuram até o mais duro rochedo.
Mas nós já sabemos o caminho para a liberdade: a criação. O árduo caminho que o homem deve percorrer é o de criar a si mesmo, deixando para trás a carcaça daquilo que fizeram dele. Mas o rebanho ainda fala naquele que se isola para criar “é perigoso, você vai se perder”. O rebanho o acompanha em seus pensamentos.
As vozes da gregariedade atormentam aquele que quer voar, o seguram, o puxam, para que não suba mais. A culpa ainda ecoa na consciência daquele que se descolou das ovelhas, tão inocentes, seguindo seu pastor. Como o homem se transforma de ovelha em águia? Por sua própria Vontade de Potência! Quebrando o “tu deves” que o camelo carregava e se tornando leão.

Nenhum comentário: